Pesquisar este blog

quinta-feira, outubro 01, 2009

O imenso céu sobre a terra
deita pingas velozes
sobre as pedras e os homes.

Os homes habitam a Terra
e consome-na com voracidade
sem deixar pedra sobre pedra.

Home, pedra e terra:
pulvis est et in pulvis reverteris,
sonhos de imortalidade
afogados no esterco
das velozes asas do progresso.


Um comentário:

Raíz Verde disse...

Pó es em pó te converterás, essa é a história dumha humanidade empenhada em sacar o pó, em ser Deus.
pobre mundo aquel que veja ó Deus verdadeiro.